Equilíbrio, o mais superior dos objetivos.

A relação entre os elementos da natureza como forma de garantir a sua sobrevivência devia ser algo adquirido. No entanto, há muitas pessoas que ainda duvidam que a alteração significativa deste equilíbrio possa levar ao desaparecimento de algumas espécies e até à destruição de grande parte deste habitat. E, por conseguinte, à alteração irreversível da nossa riqueza.

É um desafio para a sociedade científica convencer estas pessoas de que a ação humana vai acabar por causar danos muito maiores.

E, precisamente, vai permitir-nos compreender melhor a importância do equilíbrio se ajudarmos a conhecer, aprofundar e transmitir o valor de cada elemento. Se colocarmos a natureza como uma parte central da educação dos jovens.

Um exemplo é o pinheiro galego, cujo valor no ecossistema do noroeste da Península Ibérica tem sido incluído em numerosos estudos científicos e culturais, com destaque para a sua importância para as pessoas e o desenvolvimento social.

Este último também é favorecido pela atividade da indústria florestal, que alia ciência, cultura e economia para desenvolver um modelo de produção sustentável e de integração na nossa sociedade; para a orientar para um desenvolvimento mais otimizado.

Na era da maior inovação, a madeira está no seu melhor. Compreenda os fatores-chave.

ACEDER A HISTÓRIAS
Notícia

Uma casa recuperada e sustentável graças à madeira.

Eventos

Juan Garaizábal, madeira em “Grande” na ARCO 2021.

This site is registered on wpml.org as a development site.